Palavra-chave: rato

Resultados para a palavra-chave rato

rato

Reflexão contemporânea sobre o rumo da vida dos homens frente as recentes conquistas dos ratos

Publicado em 04 de março de 2013 por Olegario Schmitt

 

[…] o neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis conseguiu conectar os cérebros de dois ratos — sendo que um deles estava no Brasil e o outro, nos EUA — usando a internet.

Fonte: Gizmodo Brasil

 

Eis aí mais uma ótima notícia… para os ratos! Além da cura para diversos tipos de câncer, da fosforescência congênita, dos transplantes bem sucedidos de células-tronco e das orelhas que nascem nas costas — entre inúmeras outras conquistas científicas — os ratos finalmente alcançaram a capacidade de se comunicar cérebro a cérebro… via internet!

Não ficou muito claro, no entanto, se os ratos conhecidos como Encoder e Decoder (ou Pinky e Cérebro, como prefiro chamá-los) se comunicam através do Twitter ou do Facebook ou mesmo se, obtusos, utilizariam canais do IRC ou o sub-fórum /b/ do 4Chan.

Diante disso há de se perguntar se as recentes ações do grupo hacker Anonymous — o qual, veja só que “coincidência”, utiliza justamente o fórum citado acima — não seriam investidas coordenadas por ratazanas em busca da desestabilização da humanidade. Sim, sei que isso a princípio pode soar absurdo, mas não esqueçamos que eles já tentaram isso antes com o advento da peste bubônica no século XIV, e que os novos tempos requerem medidas mais adequadas.

Sobretudo o que devemos nos responder nesse momento crítico é qual será nossa atitude diante da possibilidade iminente de que um exército de ratos biônicos venha a criar e a controlar telepaticamente avatares humanos dentro do Second Life. Pior do que isso, já fico me roendo de medo só de imaginá-los trollando os comentários nos vídeos de gatos fofinhos do YouTube… se isso não for o fim do mundo, certamente será o fim do reinado do gato Maru — o que, para muita gente, significa exatamente a mesma coisa.

Sim, até agora sempre éramos nós a controlar os mouses… mas a minha sugestão é que da próxima vez que alguém lhe perguntar se você é um rato ou um homem, pense muito bem antes de responder.

Conto funesto, surrealista e alucinado

Publicado em 15 de março de 2010 por Olegario Schmitt

Mesmo o sol tendo acabado de se por, a temperatura ainda deve estar em torno de 35 graus. O ventilador de teto, de modelo antiquado e pás muito largas, gira vagarosamente sobre sua cabeça, mal e mal insinuando uma leve brisa. A noite vai caindo enquanto as luzes matizadas da rua vão tingindo lentamente a sala. Ele arrasta-se sem ânimo até o toca-discos e põe para tocar sua inseparável Suíte para Solo de Violoncelo.

A música preenche o ambiente com os timbres angustiantes daquele instrumento, cujo som ele acredita se assemelhar ao choro inconsolável que brota do fundo da garganta de uma viúva. É completamente tomado por mal de vivre um estado de torpor, parte causado pela própria temperatura, parte pelo mal de vivre que lhe acompanha desde sempre, monstrinho de estimação esse ao qual alimenta incessantemente com novos desestímulos, seja calor, música, ou pensamentos obscuros.

Afunda-se na poltrona da sala a qual, com uma perna frouxa, balança sob seu peso. A modorra que brota vigorosamente do fundo de suas entranhas vai crescendo cada vez mais conforme se deixa invadir pelos acordes graves do violoncelo.

Com uma mão, seca o suor pastoso que lhe escorre da testa e coça a sua barba de há dias, enquanto a outra lhe fornece um dedo ávido o qual vai introduzindo com desespero e sofreguidão bem fundo“limpando o salão” no seu nariz. Em gestos circulares, cavouca o interior de seu septo buscando lá dentro alguma coisa, uma idéia escondida, uma lágrima solidificada, um pedaço do próprio cérebro que tenha escorrido pelas narinas, qualquer coisa que torne sua vida pior.

Continuar lendo »

Desinteligência entre Ramster-do-Nordeste e Rato-Gordo-e-Etílico

Publicado em 18 de setembro de 2006 por Olegario Schmitt

Ramster-do-Norteste pegando Rato-Gordo-e-Etílico

ACM rebate Lula e afirma que ele é um rato gordo

Em resposta ao candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que nos comícios de Feira de Santana e de Salvador disse que, para ele, o líder baiano não é o “leão do Nordeste”, mas o “hamster do Nordeste”, o senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) afirmou ontem que o presidente da República é um rato gordo e etílico, cujos furtos no Palácio do Planalto ele tem denunciado no Congresso Nacional.

“Estou mais para gato caçador de rato ladrão do dinheiro público do que para hamster. Não conheço hamster. Só ouvi falar. Até porque estou mais acostumado a combater os grandes ratos. E a cada dia fica mais confirmado que Lula é um roedor implacável, incontrolável, para si e para seus familiares”, declarou o senador ao Jornal Correio da Bahia.

Na avaliação de Antonio Carlos Magalhães, “é mais fácil eu ainda ser um leão do que ele ser um homem sério”. ACM defendeu ainda o deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (PFL-BA) das insistentes agressões do presidente da República.

Fonte: Redação Terra, 18/09/2006

Continuar lendo »

Designed by