Palavra-chave: paz

Resultados para a palavra-chave paz

paz

Oração de São Francisco de Assis

Publicado em 08 de outubro de 2004 por Olegario Schmitt

Plank! Quebrei a linha. Ainda bem que eu já disse, no dia 22/06/2004, que esse Blog não tem linha nenhuma e, no dia 06/09/2004, que todo dia é um dia especial.

O 04/10 — Dia de São Francisco de Assis — passou em brancas nuvens por aqui. Nada melhor que orar — e relembrar São Francisco — atenuando um pouco os sintomas e respectivos efeitos dos sinais dos tempos.

Senhor,
Fazei de mim um instrumento de vossa paz!
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz !
Ó, Mestre, fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado,
Compreender, que ser compreendido,
Amar, que ser amado.
Pois é dando, que se recebe,
Perdoando, que se é perdoado
E é morrendo, que se vive para a vida eterna!

O cidadão médio sente-se pequeno diante de coisas maiores que ele.

Publicado em 14 de junho de 2004 por Olegario Schmitt

© by Eric Raschke – rageous.us

Vejo uma menina maltrapilha pedindo trocados, um menino gorducho catando latinhas no lixo e um louco que passa ridiculamente feliz na sua condição, com uma etiqueta grudada na orelha e o sorriso doente e quebrado.

Vejo também pessoas comuns da minha cidade, pessoas comuns como as de uma cidade qualquer, tão felizes na alienação da sua ignorância que me fazem questionar sobre os conceitos de felicidade e conhecimento, sem no entanto obter respostas conclusivas.

Mas é somente quando o menina volta, visivelmente feliz por ter encontrado tantas latinhas de coca-cola, que me sinto imensamente culpado por, mesmo percebendo essas coisas e fazendo parte do mesmo mundo que ele, ainda conseguir sentir-me profundamente em paz.

Designed by