Palavra-chave: mendigo

Resultados para a palavra-chave mendigo

mendigo

A soma do capital dos oito mais ricos do mundo, se fôssemos socialistas

Publicado em 11 de Março de 2005 por Olegario Schmitt

A lista das maiores fortunas do mundo, anunciada pela revista americana Forbes, consta de 691 bilionários (milionário furreca não entra). Os valores, somados, alcançam a estúpida quantia de US$ 2,2 trilhões (R$ 6 trilhões).

Dentre as pessoas que jamais passarão fome no mundo, figuram 9 brasileiros:

Continuar lendo »

Talvez o verdadeiro mendigo não seja quem você pensa que é…

Publicado em 02 de outubro de 2004 por Olegario Schmitt

Nessa selvageria urbana em que vivemos, você já deu esmola?

Há poucos dias, impressionado pelo número de mendigos que encontrei na rua quando voltava para casa, fiquei me perguntando: é esmola mesmo que eles precisam?

Precisam de emprego e de uma vida digna!, diria a maioria demagógica, sem levar em conta que muitos deles não trocariam a mendicância por um emprego, um lar, uma família.

Você notou que nenhum deles usa sapatos? Já vi um de meias brancas, as solas perfeitamente limpas, mas onde estavam os sapatos? Já vi outro com o braço engessado e no outro dia vi-o novamente, só o gesso dessa vez estava no braço trocado. E o que pensar daqueles que ostentam seus filhos, na intenção de conseguir a condolência do transeunte?

Continuar lendo »

O cidadão médio sente-se pequeno diante de coisas maiores que ele.

Publicado em 14 de junho de 2004 por Olegario Schmitt

© by Eric Raschke – rageous.us

Vejo uma menina maltrapilha pedindo trocados, um menino gorducho catando latinhas no lixo e um louco que passa ridiculamente feliz na sua condição, com uma etiqueta grudada na orelha e o sorriso doente e quebrado.

Vejo também pessoas comuns da minha cidade, pessoas comuns como as de uma cidade qualquer, tão felizes na alienação da sua ignorância que me fazem questionar sobre os conceitos de felicidade e conhecimento, sem no entanto obter respostas conclusivas.

Mas é somente quando o menina volta, visivelmente feliz por ter encontrado tantas latinhas de coca-cola, que me sinto imensamente culpado por, mesmo percebendo essas coisas e fazendo parte do mesmo mundo que ele, ainda conseguir sentir-me profundamente em paz.

Designed by