Palavra-chave: coisa em si

Resultados para a palavra-chave coisa em si

coisa em si

Para Kant

Publicado em 23 de junho de 2009 por Olegario Schmitt

A Coisa em Si
Que Há em Mim


a coisa em si
não cabia em mim
de tantas dúvidas

— pior que pensar
é sentir, dizia
ressentida.

deveria ver?

deveria vir
a ser devir?

nem númeno
nem fenômeno:

a coisa em si
que há em mim

é maiomeno.

Em busca da luz-em-si

Publicado em 05 de dezembro de 2007 por Olegario Schmitt

Este trabalho não procura analisar como o volume dos objetos é construído através das inter-relações existentes entre luz e sombra, mas sim conseguir alcançar a própria essência da luz — a luz-em-si —, sem qualquer outro elemento constituindo a imagem além dela mesma.

Sabendo-se que para alcançar a essência de qualquer coisa é necessário abandonar tudo o que é acessório à sua existência — chegando enfim à dita coisa-em-si, onde ela, abstratamente, não é mais nada além de si mesma —, se percebeu que a sombra de uma mão, por exemplo, traria consigo uma série de significados, cada um deles nos distanciando cada vez mais da essência da luz a qual se buscava.

Dessa forma, optou-se pelo abstracionismo —“nenhum signo além da própria luz” não havendo conexão direta com a realidade, libertou-se também do compromisso com qualquer tipo de signo além da própria luz, possibilitando que se alcançasse tanto maior liberdade criativa quanto interpretativa. Continuar lendo »

Acho que acho…

Publicado em 08 de junho de 2007 por Olegario Schmitt

Tudo o que eu acho…
são coisas perdidas.

Como alcançar o simples num mundo cada vez mais complexo?

Publicado em 17 de maio de 2007 por Olegario Schmitt

Coisa simplória é algo cuja simplicidade não é fruto de mérito, estudo ou meditação; é aquilo ou aquela pessoa que “é” simples por mero acaso ou falta de opção.

Por outro lado simples — adjetivo derivado do latim simplex e, conforme apontam Ernout e Meillet¹, formado pelos elementos latinos sim- (de uma vez, um só) e -plex (que se dobra), significando só, único, que só é dobrado uma vez — é a coisa-em-si, a essência, o caráter, a parcela mínima sem a qual a coisa deixa de ser.

Antes de ser adjetivo, simples é coisa-substantivo, sem ornamentos de qualquer espécie, sem afetações ou pretensões.

Dessa forma, não há nada mais complicado do que se conseguir chegar à essência das coisas.

Que ninguém se engane: só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.
Clarice Lispector


A simplicidade é o que há de mais difícil no mundo:
é o último reduto da experiência, a derradeira força do gênio.
George Sand


Em caráter, em comportamento e em todas as coisas,
a suprema excelência está na simplicidade.
Henry Longfellow


É curioso ver que quase todos os homens de grande valor têm maneiras simples;
e que quase sempre as maneiras simples são tomadas como indício de pouco valor.
Giacomo Leopardi


¹ ERNOUT, Alfred / MEILLET, Antointe. Dictionnaire étymologique de la Langue Latine, 4ème. éd. Paris: Klincksieck, 1967.

Ninguém nasce sabendo?

Publicado em 09 de outubro de 2004 por Olegario Schmitt

Mão (Autorretrato)
Fundo: A Cor do Som de Uma Onda
Acrílica s/ vidro – Olegario Schmitt (2003)

Interessante como as pessoas podem trazer em si o conhecimento inato de algumas coisas. Fiquei meditando sobre isso hoje, depois de ter lido um trecho do Livro III de “O Mundo Como Vontade e Como Representação”, de Arthur Schopenhauer, onde ele discorre sobre a coisa em si de Kant e a idéia de Platão. Como posso ter resumido as idéias básicas do texto de Schopenhauer — o qual eu ainda não havia lido — sobre Kant e Platão, autores que ainda não li?

Há duas linhas de pensamento possíveis a partir daí: pela primeira, espiritualista, eu já conteria esse conhecimento desde antes de nascer; pela segunda, mais cética, certas coisas são evidentes e poderiam ser percebidas por qualquer pessoa com sensibilidade mais elaborada. Como sou espiritualista e, principalmente, não me considero capaz de pensar por mim mesmo à altura de Kant, Platão, Jaspers ou meu amado Schopenhauer, fico com a primeira opção.

Continuar lendo »

Designed by