Palavra-chave: aniversário

Resultados para a palavra-chave aniversário

aniversário

Parabéns pra mim mesmo!

Publicado em 16 de maio de 2009 por Olegario Schmitt

Terceiro aniversário do Sinal dos Tempos Blog!!!

Publicado em 16 de maio de 2007 por Olegario Schmitt

Sinal dos Tempos Blog - 3 Anos

Dueto é melhor que solo

Publicado em 06 de agosto de 2006 por Olegario Schmitt

Há 3 anos tocando a vida em dueto.

mozart487

“L’homme arrive novice à chaque âge de la vie”

Publicado em 05 de agosto de 2005 por Olegario Schmitt

Primeiro aniversário

Publicado em 16 de maio de 2005 por Olegario Schmitt

Há um ano atrás nascia o Sinal dos Tempos BLOG. Hoje, portanto, estão todos convidados a comer Questionamentos Recheados com Nozes, Brigadeiros Filosóficos, Denúncias Humanitárias com Cobertura de Chocolate e Cereja em Cima e Poesias Existenciais com Cobertura de Fotografia e Confeito, tudo isso regado com muita Indignação Espumante e Esperança-Cola, porque senão não desce.

Obrigado de todo coração aos leitores desse espaço por seus comentários, críticas e sugestões, especialmente, a quem compartilho a vida, cujas críticas — muitas vezes contundentes — fazem-me evoluir como artista e ser humano.

Também agradeço carinhosamente à “fã de carteirinha” Melanie que sempre dá uma força e, em alguns momentos, serve de inspiração, e mando um abraço a SueAnn, cujas limitações idiomáticas não impedem a leitura.

Obrigado também àqueles que não me conhecem, tampouco ao meu trabalho, e chegam aqui atráves de indicações dos amigos ou de pesquisas no Google. Fico feliz de poder produzir alguma coisa que seja do seu interesse.

Sem o incentivo de todos vocês — principalmente sem o incentivo de D’us que me deu a inspiração, o talento e esse olhar especial sobre a vida — é provável que não houvesse força para perseverar.

No mais, chega de discurso porque hoje é dia de festa: vamos cortar o bolo!

Se tivéssemos força…

Publicado em 08 de maio de 2005 por Olegario Schmitt

Meu pai, Getúlio, e eu

Hoje, no Dia das Mães, também é dia do pai, uma vez que ele completou hoje 58 anos.

Para homenagear o meu velho — que ainda é bastante novo — coloco aqui o poema Se…, que fiz para ele e abre o livro O Amor & Outras Coisas Que Coçam.

Receba, meu pai, essa homenagem do seu filho, em nome das pontes que tentamos estender com nossos abraços.

Se…

Se tivéssemos força
suficiente para suportar
nossos frágeis olhares

se nossas bocas, tão duras,
comportassem a fala
ou um simples sorriso

se nossas mãos amarradas
permitissem o desprendimento
de um gesto de puro carinho

estenderíamos, com longos
abraços, pontes eternas
sobre os nossos abismos

In: O Amor & Outras Coisas Que Coçam, 2003

Poeta maior brasileiro

Publicado em 14 de março de 2005 por Olegario Schmitt

Castro Alves (14/03/1847 - 06/07/1871)

Castro Alves (Antônio Frederico de Castro Alves), poeta, nasceu em Muritiba, BA, em 14 de março de 1847, e faleceu em Salvador, BA, em 6 de julho de 1871. É o patrono da Cadeira n. 7 da Academia Brasileira de Letras, por escolha do fundador Valentim Magalhães.

(…)

Duas vertentes se distinguem na poesia de Castro Alves: a feição lírico-amorosa, mesclada da sensualidade de um autêntico filho dos trópicos, e a feição social e humanitária, em que alcança momentos de fulgurante eloqüência épica. “fulgurante eloqüência épica”Como poeta lírico, caracteriza-se pelo vigor da paixão, a intensidade com que exprime o amor, como desejo, frêmito, encantamento da alma e do corpo, superando completamente o negaceio de Casimiro de Abreu, a esquivança de Álvares de Azevedo, o desespero acuado de Junqueira Freire. A grande e fecundante paixão por Eugênia Câmara percorreu-o como corrente elétrica, reorganizando-lhe a personalidade, inspirando alguns dos seus mais belos poemas de esperança, euforia, desespero, saudade. Outros amores e encantamentos constituem o ponto de partida igualmente concreto de outros poemas.

Continuar lendo »

A “comemoração” da independência expõe nossas características intrínsecas.

Publicado em 07 de setembro de 2004 por Olegario Schmitt

Monumento ao Ipiranga

Hoje é 7 de setembro, data em que comemoramos nossa independência, ou melhor, data em que comemoramos o feriado e lembramos (?) a independência em relação à corte portuguesa, em 1822.

Nos maiores jornais e portais de Internet do país, eram estas as reportagens de capa:

“Quer namorar no FERIADO?” (Terra)

“Eleições nos EUA / Financial Times” (UOL)

“Lula usa o crescimento para incitar o patriotismo” (Folha de São Paulo)

“Enfim noivos (foto de capa: Ronaldo e Cicarelli) / Produção de carros bate recordes e cria 6.800 empregos” (Diário de São Paulo)

“Corte de candidatos com ficha criminal divide ministros do TSE” (O Globo)

Continuar lendo »

Designed by