Palavra-chave: águas

Resultados para a palavra-chave águas

águas

Eu tô falano, eu tô avisano…

Publicado em 12 de dezembro de 2006 por Olegario Schmitt

Pólo Norte – Previsão para 2040
Fonte: The National Center for Atmospheric Research

Segundo pesquisa do Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica dos EUA, até o verão de 2040, devido à emissão de gases-estufa, o Oceano Ártico poderá derreter totalmente.

Leia a notícia no Terra ou diretamente na página do NCAR, essa última (em inglês) com vídeo da simulação da progressão do derretimento da calota polar norte, feita nos supercomputadores do Centro de Pesquisa.

Portanto, se você quiser conhecer o Urso Polar em seu habitat natural, é bom se apressar.

A tempo: já falei do derretimento do ártico no artigo sobre a construção do muro na fronteira EUA/México (link).

Viu, eu falei! Eu tô avisando!

Eu tô falano, eu tô avisano…

Publicado em 12 de dezembro de 2006 por Olegario Schmitt

Folha de São Paulo, 12/12/2006
Combate à enchente terá 30% menos que o pedido
www.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff1212200621.htm

Um texto para marcianos

Publicado em 06 de dezembro de 2006 por Olegario Schmitt

Água subterrânea pode ser a fonte dessas erupções em Marte (NASA)

A NASA afirma ter encontrado água em Marte, mas eu ainda não entendi por que foram procurar água tão longe. Nem precisava.

Aqui em São Paulo chove TOR-REN-CI-AL-MEN-TE desde o dia 26/11, todo dia. E não é garoinha não, é canivete mesmo! Coisa de outro mundo!

Enquanto a NASA gasta milhões e milhões de dólares procurando água por lá, a gente, se pudesse, pagava a mesma quantia pra se livrar da água toda que tem aqui.

Ou quem sabe se a NASA gastasse esses dólares procurando água na África, hein? Já viu?! O problema em si não é procurar, é procurar no lugar certo…

Quando li essa notícia e olhei para a chuva lá fora, vi que isso não faz o mínimo sentido, que está faltando bom-senso.

Afinal, eles fazem toda essa festa por causa de uma mera pocinha, que eu nem consegui ver na foto.

Continuar lendo »

Não bata à minha porta e não queira ver meus olhos

Publicado em 13 de outubro de 2006 por Olegario Schmitt

Um Lugar Para Sonhar

Não bata à minha porta
e não queira ver meus olhos:
estão para sempre empedrados
pelo passar solidificado do vento.

Não me venha com um beijo,
também não quero ver teu sorriso:
estou cansado das coisas fugazes
e desse tempo que não cessa
— eu quero nuvens e águas
e um lugar para sonhar.

Não me venha agradar com afagos,
nem mesmo quero dormir.

Já tenho tudo o que quero:
nuvens… águas…
o passar contínuo do vento.

Olegario Schmitt

In: No Pé da Letra, Ed. Blocos, 1999

Designed by