Cavalos & Cavalgaduras

“Vou mandando um beijinho pra filhinha e pra vovó”

Reflexões

Cavalos & Cavalgaduras

“Vou mandando um beijinho pra filhinha e pra vovó”

Publicado em 05 de janeiro de 2007 por Olegario Schmitt

Que só se vê até a altura daquilo que se é, isso é sabido.

Dessa forma, quanto menor se for, mais fácil será ter a existência percebida por todos indistintamente, uma vez que até o mais nobre dos homens possui em si, mesmo que em forma latente, alguma porção de baixeza.

Sendo, porém, pouco recomendável ser reconhecido pelas pessoas de baixo caráter, é melhor que cada um, à sua maneira, se esforce para ser grande, bastando para isso que se exercite a arte do silêncio vocal, mental e espiritual.

Também será necessária boa dose de amor próprio, para que o estar consigo mesmo se constitua em atividade profundamente agradável, ou ao menos suportável, pois aquele que decide conviver apenas com homens de bom caráter e espírito louvável estará fadado a passar boa parte de sua vida sozinho.

Você pode deixar sua opinião registrada

Seu ponto de vista é importante. A reação do leitor é um termômetro valioso para o autor.

Contribua com sua opinião

Designed by