Retratos Portugueses

Portugal, fevereiro de 2008

Especiais

Retratos Portugueses

Portugal, fevereiro de 2008

Publicado em 27 de fevereiro de 2008 por Olegario Schmitt

Essa série não tem a intenção de definir o povo português — as definições definem apenas os definidores1 e qualquer percepção acerca de alguma coisa será apenas o ponto de vista daquele que observa, nada mais do que isso.

Já a experiência em si, no entanto, é fácil de definir. Vi como um danado. Amei as coisas sem sentimentalidade nenhuma. (…)Compreendi que as coisas são reais e todas diferentes umas das outras. Compreendi isto com os olhos, nunca com o pensamento. Compreender isto com o pensamento seria achá-las todas iguais2.

Em resumo, é sincera homenagem de um falante da língua de Gonçalves Dias àqueles da língua de Camões.

1 QUINTANA, Mário. Caderno H. São Paulo: Editora Globo, 2006.
2 CAEIRO, Alberto. Poemas Inconjuntos. Lisboa: Instituto Camões.

Comentários

  1. Osvaldo Pastorelli
    27 de fevereiro de 2008

    Parabéns, excelentes fotos.

  2. Helena Monteiro
    28 de fevereiro de 2008

    Olé, gostei muito desta sequência onde revi tanto do meu povo. Tocante foi a dos velhos jogadores de cartas que povoam os nossos jardins e praças, na falta de dinheiro para estarem em cafés ou numa casa confortável vão passando o tempo nessas improvisadas mesas de jogo sentados em cartões ou com as cartas colocadas em cima destes. Um espelho urbano. Todo o conjunto além de muito bom reflecte o olhar do artista/poeta. Um abraço

  3. Olegario Schmitt
    28 de fevereiro de 2008

    @Osvaldo, obrigado por seu comentário.

    @Helena, fico feliz em saber que a série lhe trouxe boas emoções. Certamente seu povo vive em um lugar muito especial no meu coração. A foto dos velhinhos foi em Castelo de Vide, lugar realmente muito encantador e sui generis. Grande abraçOle

  4. Vinícius Mari
    17 de março de 2008

    Linda a luz ensolarada das fotos! Já as expressões dos vovôs e vovós, não são todas que brilham. A de que eu mais gostei foi a penúltima :-)=

  5. Sandra Solange Schmi
    18 de março de 2008

    Uma boa foto é assim, a gente sente com os olhos. E cada uma delas me emocionou. Temos de convir que sem o talento e a sensibilidade do fotógrafo/artista ou artista/fotógrafo nada seria. Parabéns Maninho,sou suspeita para falar porque amo tudo que fazes e és o Menino dos meus olhos!

  6. Raquel
    6 de maio de 2008

    Agora que vi todas, me apaixonei ainda mais! Parábens fotógrafo!

Contribua com sua opinião

Designed by